Mistérios e recordações da Pedra Fundamental

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter

“O povo de um lugar, quando tem consciência de suas raízes, é um povo culto, sabedor de onde veio e para onde vai…” – Jurandi Dalla Corte Buzetto.

Uma grande expectativa tomou conta dos moradores da comunidade de Santa Tereza, interior do município de Catuípe, para descobrir o que havia dentro da Pedra Fundamental da Igreja Católica da comunidade, colocada no dia 16 de outubro de 1948. Depois de muitas teorias e especulações, e é claro, curiosidade, a pedra fundamental foi aberta no dia 02 de junho de 2019, em um grande evento festivo, que reuniu a comunidade e também curiosos de todo o município e da região.

Um trabalho intenso de resgate histórico foi realizado pelos organizadores, que buscavam desvendar o que estava dentro da pedra fixada há 71 anos na parede da igreja. “Nós conversamos com os moradores mais antigos, e ouvimos muitas histórias de que havia algo dentro da pedra, não sabíamos o que, por isso começamos nos organizar para realizar esse momento, e descobrir junto com a comunidade” contou um dos organizadores Cezar Dalla Corte.

Às 10 horas daquele domingo de sol, aconteceu uma celebração, seguida da abertura da pedra que estava fixada na parede. Em seu interior uma garrafa guardava um papel especial enrolado, contendo os dados das pessoas que fizeram parte da história da comunidade e do município de Catuípe há sete décadas. Além da pedra do ano de 1948, uma outra estava fixada na torre da igreja, colocada no ano de 1960, a qual também foi aberta e revelado os nomes das pessoas que colaboraram com a construção.

“Somente abrir e fechar a pedra não teria sentido” falou Cezar, “então à ideia é continuar a tradição e novamente depositar informações para as futuras gerações, para que daqui a 70, 80, ou 100 anos as pessoas abram e façam um novo resgate histórico”. E assim se fez. No dia da abertura, muitas pessoas levaram recortes e histórias para serem colocadas na pedra.

Tudo o que foi entregue naquele dia, estava bem guardado e foi colocado novamente na pedra no dia 13 de outubro, na festa da padroeira da comunidade a diretoria mandou fazer uma urna para poder depositar na pedra. Além das histórias e registros atuais, aqueles documentos de 1948 e 1960, foram depositados novamente para dentro da pedra, ficaremos apenas com cópias em exposição na igreja.

LATERAL 01 – PADARIA DON VICTOR
LATERAL 01 — FARMÁCIA AOSANI
LATERAL 1 – JOLINE BARONI
Lateral – HORÁRIOS DE ÔNIBUS
LATERAL 02- FARMED FARMACIA
LATERAL 02 – DELICIAS
LATERAL 03 – MESTRE CUCA CREMOLATTO
LATERAL 03 – HÓRUS
LATERAL 03 – SÃO LUCAS
Lateral 03 – PET GIRASSOL

Mais notícias

Defesa Civil alerta para chuvas, temporais, raios e rajadas de vento
Um novo ciclone extratropical deve passar pelo Rio Grande do...
Escolas Municipais recebem termômetro digital
EQUIPES DIRETIVAS REALIZAM ESTUDO DO PLANO DE CONTINGÊNCIA E RECEBEM...
Boletim epidemiológico- CATUÍPE – 06/07/2020
Catuípe registra o sétimo caso de Coronavírus. Os seis primeiros...
Boletim epidemiológico-CATUÍPE-03/07/2020
Boletim epidemiológico – CATUÍPE – 02/07/2020
Mais cinco casos são descartados para Covid-19 em Catuípe. Quatorze...